Home / Geral / O reservatório que abastece de água cerca de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo chegou a 12,3% da capacidade. Os demais reservatórios da região metropolitana de São Paulo também registraram elevação.

O reservatório que abastece de água cerca de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo chegou a 12,3% da capacidade. Os demais reservatórios da região metropolitana de São Paulo também registraram elevação.

29

 

São Paulo – O nível do Sistema Cantareira, que permaneceu estável de segunda (2) até sexta-feira (6)  em 11,7%, voltou a subir neste fim de semana, apontam dados da Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp). Domingo (8), o reservatório que abastece cerca de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo chegou a 12,3% da capacidade. Entre sábado e domingo, choveu 59,5 milímetros (mm) nas represas que formam o sistema. A média pluviométrica para março é 178 mm.

Os demais reservatórios da região metropolitana de São Paulo também registraram elevação neste domingo. O maior acréscimo ocorreu no Guarapiranga, cujo nível passou de 64,2% para 67,7%. No Alto Cotia, as chuvas, que somaram quase 90 mm, contribuíram para que a capacidade do sistema chegasse a 44,8%. O nível de armazenamento alcançou 19,1% no Alto Tietê, um acréscimo de 0,3 ponto percentual.

No Rio Grande, o volume armazenado passou de 86,6% para 87,7%. Esse é o sistema com melhor situação na região metropolitana. O Rio Claro foi o que menos subiu neste fim de semana, registrou 0,1 ponto percentual. Ele chegou a 38,9% da capacidade.

Na última sexta-feira, a Justiça Federal limitou a retirada de água do Cantareira para que sejam preservados ao menos 10% do volume útil original para a época de estiagem, que começa em 30 de abril. A liminar da juíza substituta Renata Coelho Padilha ratifica outra decisão provisória, de outubro do ano passado, da 3ª Vara Federal em Piracicaba, mas que havia sido derrubada em recurso.

A Justiça determinou ainda que a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Departamento de Águas do Estado de São Paulo (Daee) estipulem semanalmente metas de restrição para permitir a recomposição dos níveis dos reservatórios. O objetivo é que em cinco anos o Sistema Cantareira volte a 95% da capacidade.

Em nota, a Sabesp informou que, para os reservatórios chegarem ao fim de abril com 10% da capacidade total, é necessária uma vazão afluente média de 56 metros cúbicos por segundo (m³/s) nas próximas semanas. A afluência média de 1º de janeiro a 5 de março de 2015 foi 25 m³/s. A empresa lembrou que já reduziu em 56% a retirada de água do Cantareira e que ampliar as reduções implicariam sacrifícios ainda maiores para a população.

 

 

 

 

Veja Também

“Pessoas como ela são alicerces para que o melhor da moda não morra!”

Rihanna recebeu em 2014 o título de Ícone de Moda por suas contribuições ao mundo da moda. No ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *